Vídeo resenha – Uns e outros (TAG: Experiências Literárias)

Oi gente, tudo bem?

Na semana passada saiu a resenha escrita desse livro maravilhoso, e hoje trago em vídeo =)

Anúncios

Metas para Outubro 2017

Olá pessoas!

Gente, fiquei tão animada com o resultado do que li / assisti em Setembro! Consegui cumprir quase tudo, e fazia muito tempo que isso não acontecia. Então resolvi fazer novamente um planejamento rs.

Completos:
– Eu falar bonito um dia – David Sedaris
– Pontos de vista de um palhaço – Heinrich Böll
– Jogo perigoso – Stephen King (A Netflix produziu um filme, pessoas!)
– Pedro Páramo – Juan Rulfo

Projeto Mindlin:
– Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis
(Do dia 01/10 a dia 27/10, sendo seis capítulos por dia)

Continuar:
– Lolita – Vladimir Nabokov (Ler 31 capítulos, isto é, um por dia)
– Sobre a escrita – Stephen King
– Padre Pio – José María Zavala
– Diário de Santa Faustina
– Pedagogia da autonomia – Paulo Freire

1 Novela:
– Novelas exemplares – Miguel de Cervantes (porque a linguagem é mais rebuscada, e já entendi que não conseguirei ler mais de um conto por mês rs)

1 conto:
– Contos completos – Liev Tolstói

2 contos:
– Pesadelos e paisagens noturnas, volume 1 – Stephen King (mais uma vez o Rei na lista!)
– As aventuras de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle
– Todos os contos – Clarice Lispector

FILMES:

– Onde está segunda?
– Jogo perigoso
– Lion
– Moonlight: Sob a luz do luar

E tem vídeo sobre as Metas, lá no canal, também!

E é isso! Vocês já planejaram suas leituras para Outubro? Me conte nos comentários 😉

Leituras de Setembro 2017

Olá! Tudo certo por aí?

Vocês se lembram da postagem do finalzinho do mês passado, em que eu mostrava a minha meta – quase impossível – de leitura? Pois eu consegui – ao menos em sua grande maioria! (nem acreditoo!). Os livros que eu já resenhei estão com link clicável 😉  E nas próximas semanas sairão mais e mais resenhas… Gente, parece que estou saindo de um túmulo, chamado “ressaca literária”! Aleluia! hahaha

📚 Completo
OK – Em algum lugar nas estrelas – Clare Vanderpool – 288 p.
OK – Descobrindo os bichos do Jardim – Humberto Conzo Junior – 40 p.
OK – Antônio descobre Veredas – Deborah Kietzmann Goldemberg – 76 p.
OK – O caso Morel – Rubem Fonseca – Vídeo – 189 p.

📚 Terminar
(Acabei conseguindo terminar em Agosto) OK – Um coração que seja puro – Pe. Zezinho – 208 p.
OK – Meus documentos – Zambra – 224 p.
OK – Uns e outros – TAG – 272 p.

📚 Começar
– Pe. Pio – José María Zavala – Li até a página: 20
– Diário de Santa Faustina – Santa Maria Faustina Kowalska – Li até a página: 28

📚 Continuar
Não consegui– Os miseráveis – Victor Hugo
1 Novela OK (Novela da Ciganinha)– Novelas exemplares (2 novelas) – Cervantes
OK (O dedo semovente / Par de tênis) – Pesadelos e paisagens noturnas (2 contos) – Stephen King

📚 Reler
OK – Inventário de segredos – Socorro Acioli – 60 p.

📚 Projetos
OK – Alice no país das maravilhas – Lewis Carroll (Nina e suas letras) #ProjetoMindlin
OK – O sinal dos Quatro – Sherlock Holmes (Jeniffer Geraldine) #SetembroPolicial 

🎬 Filmes
Não consegui – Okja
Não consegui – Onde está segunda
OK – Peles
OK – Raw

🎬 Série
Não consegui – Terminar Black Mirror

E ainda li:
Vocação: Um desafio de amor – Mons. Jonas Abib – 112 p.

Comecei a ler:
– Sobre a escrita – Stephen King – Li até a página 91

Foram pouco mais de 1.608 páginas =)

A minha listinha para outubro já está preparada. Na segunda feira sai aqui no blog.

E vocês, o que leram de bom em Setembro?

O fim do ano Book TAG

Oi gente, tudo bem?

Hoje no canal eu respondi à TAG “O fim do ano Book TAG”, que a Mari, do Ainda Leio me marcou!

Perguntas:

1) Há algum livro que você começou este ano e que precisa terminar?
2) Você tem um livro outonal para a transição para a transição para o final do ano? (Eu adaptei para um livro primaveril, porque condiz melhor com a realidade brasileira).
3) Existe uma nova edição / lançamento que você ainda está esperando?
4) Quais os três livros que você quer muito ler antes do fim do ano?
5) Existe um livro que você acha que ainda pode te surpreender e vir a ser o seu favorito do ano?
6) Você já começou a fazer planos de leitura para 2018?

Resenha [Filme] – Peles

Oi gente, tudo bem?

O filme Peles (Pieles, 2017) retrata duas coisas que são de mais grotescas no ser humano: a incapacidade de enxergar suas próprias deformidades internas, e o apreciar somente o que é externo no outro.

Conhecemos vários personagens que compõem a história. Um pedófilo que deixa sua família, uma menina que tem o ânus no lugar da boca, uma garota que tem seu rosto “deformado”, um menino que deseja ser uma sereia, uma moça que não tem os olhos… E tantos outros “secundários” que tem papel primordial no decorrer da trama. O filme não é focado em somente um personagem, e podemos perceber como as histórias se entrelaçam. Além de tudo isso, o diretor nos dá um aperitivo de como a sociedade reagiria (ou reage!) diante dos casos: ficaria amedrontada, tiraria sarro, abusaria psicologicamente ou fisicamente? Ou acolheria de modo digno? Acho que – não generalizando – você já sabe a resposta.

Minha opinião: Um filmaço! Bem bizarro em alguns trechos, bem perturbador em outros, eu confesso. Mas nas entrelinhas, percebemos um filme poético e melancólico. Todo ele é em tons pasteis, todo ele tem uma trilha sonora maravilhosa. E é aquele tipo de filme que incomoda, que tem cenas que, se pudéssemos, recusaríamos a assistir. Tem algumas cenas em que logo após eu dar risada, já me alertei: é realmente correto eu achar graça de algo tão sério assim? Um filme que deve ser assistido atentamente… E se o seu sentimento de enojamento vier à tona, não se preocupe. É assim mesmo.

Mas, como em todos os filmes que eu gosto, e que gostaria de abrir à discussão, terei que dar um Spoiler por aqui. Então, se você ainda não assistiu e não quer saber nada sobre ele, primeiro assista, e depois venha aqui comentar comigo sobre o que achou.

[AVISO DE SPOILER]: Depois que acabou o filme, me peguei pensando sobre a personagem Claudia, a mãe do mocinho que queria ser uma sereia. Seu marido, que era pedófilo deixou a família, pois os amava muito, e não queria machucar seu próprio filho. Ele tinha consciência de sua “deformidade”, de sua doença, e se afastou para que não houvesse problemas dentro de sua família. O homem tinha uma tatuagem de sereia no braço direito, e seu filho tinha uma foto dessa tatuagem. A meu ver, o menino queria virar uma sereia para que talvez houvesse uma volta do pai, uma aceitação paterna. Esse é o primeiro ponto. O segundo ponto, é que depois da morte do mocinho, Claudia faz o que menos esperamos (e mais nos assustamos!): pede para que ela e o marido pedófilo reatem o relacionamento. E isso me chocou de tal forma, que não quis acreditar no que estava vendo. Em sã consciência, quem faria algo assim? Fiquei refletindo como é que alguns seres humanos são tão “podres” por dentro, como é que não tem um resquício de amor próprio? E um pouco além disso, como é que há, muitas vezes, uma aceitação de algo tão desumano no outro, para que tenhamos um pouco de atenção.

Trailer:

Título: Peles

Direção: Eduardo Casanova

Gênero: Drama

Duração: 77 min.