Leituras Junho / Julho 2017

Olá pra vocês, tudo bem?

Olha só, pensa numa pessoa que está lendo pouco esse ano! Eu mesma! Em compensação estou aproveitando bastante minhas leituras, e assistindo a mais filmes. No final acabo ficando satisfeita em fazer outras coisas além de ler rs. Com isso também, não estou sentindo aquela necessidade (que parecia não ter fim) em comprar livros; o que me ajuda muito em minha “promessa” de ficar um ano sem comprar. E quando eu comprava muitos livros, acabava ficando ansiosa para ler mais, não aproveitando tanto a leitura. Estão vendo? Era uma bola de neve!

Bem, nos meses de Junho e julho li esse tantinho abaixo.

Junho

31. Noite em claro – Martha Medeiros [releitura] – 64 p.
32. Ca-ta-ri-na – Thais Laham Morello – 60 p.

Julho

33. Viagem a Fátima – Rebeca Maria Teles – 155 p.
34. Eu não vim fazer um discurso – Gabriel García Márquez – 128 p.
35. Van Gogh: Biografia – David Haziot – 352 p.
36. Amy Winehouse (HQ) – Eudeline-Goffettte-Fernandez – 48 p.
37. Bear, volume 1 (HQ) – Bianca Pinheiro – 64 p.
38. Arroz (HQ) – Alexandra Presser – 88 p.
39. Anna e o planeta – Jostein Gaarder – 168 p.

Total de 1.127 páginas.

E vocês, o que leram de bom por esses tempos? =)

TAG dos 50%

Olá pessoas, tudo bem?

Esta TAG é “comum” nessa época do ano rs. Quando chega julho e agosto, a maioria dos blogueiros faz um levantamento de tudo o que já leu até agora, e o que planeja ler até dezembro. Ano passado eu acho que não fiz… E esse ano minha lista de “lidos” está tão mirradinha, que estou até com vergonha de fazer haha.

Mas mesmo assim, vamos responder né, afinal envolve o segundo semestre (que pretendo ler um pouco mais. Talvez, quem sabe, se Deus ajudar a pobrezinha aqui). Ah, os livros que eu já resenhei, tem link clicável 😉

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2017.

R. Cem anos de solidão, do Gabo… Sem dúvida! E essa era uma dívida antiga. Não sei porque demorei tanto a ler. (na verdade eu sei. Eu morria de medo, por ele ser um “clássico”)

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2017.

R. Foi a única, mas com certeza foi incrível! Desventuras em série, do Lemony Snicket. Li do volume 6 ao 13 nesse ano, e enrolei o máximo que consegui, só para que a história não acabasse.

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

R. Agora que sou mãe, da Flávia Calina. Eu não sou mãe (ainda), mas se Deus quiser um dia serei, né mesmo? E poxa, eu amo o canal da Flávia! A família Calina é demais ❤

4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

R. Com certeza é O labirinto dos espíritos, do Carlos Ruíz Zafón. É o quarto e último volume da série Cemitério dos Livros Esquecidos. Mas terei que comprar só ano que vem… Esse ano não estou comprando livros (pois é, estou conseguindo!)

5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

R. Acho que nenhum me decepcionou esse ano (também, li tão pouco haha).

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

R. Van Gogh: Biografia, escrito por David Haziot. Eu já imaginava que iria gostar, mas não tanto! O autor escreve tão bem, fiquei tão envolvida com a vida do Vincent, que mesmo já sabendo o final do livro (o motivo da morte, para ser mais exata rs), eu chorei!

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

R. Rebeca Maria Teles, autora do livro Viagem a Fátima.

8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

R. Vixi, não tive não hahaha. E acho que nem vou ter (se eu ler o que pretendo…)

9. Seu personagem favorito mais recente.

R. Personagem histórico vale? haha Van Gogh!

10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

R. Como todos que me acompanham sabem… Eu sou bem chorona. Mas um livro que me fez chorar várias vezes foi Cem anos de solidão. Era uma dor tão profunda, que nem sabia de onde vinha. Na verdade, a escrita do Gabo me proporciona sempre essa dor (mais alguém sente isso?).

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

R. Bear, da Bianca Pinheiro.

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2017.

R. Os pássaros, de Alfred Hitchcock. (não assisti muitas adaptações, mas essa, por mais antiga que seja é massa hein! Afinal: é um clássico 😉 ).

13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

R. Foram várias… Mas como é para escolher só uma…

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

R. Anna e o planeta, do Jostein Gaarder! Eu ganhei do namorado, e era o livro mais desejado! (Afinal, meu autor favorito).

15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

R. Bom, eu tenho um projetinho de leitura aqui… Que com certeza não irei cumprir. Os que eu me sinto na obrigação de ler até o final do ano são os volume 5 a 7 de Harry Potter (que vergonha!).

Leituras de Abril / Maio 2017

Oi gente, tudo bem?

Parece que agora que estou conseguindo voltar a ler. Depois de mais de um ano, estou desempacando alguns livros da minha estante.

Eu digo que estou voltando a ler, mas bem devagar. Em dois meses eu li somente oito livros rs (antigamente lia dez em um mês só haha). Mas minhas leituras estão sendo mais atentas, e estou gostando muito mais de ler um de cada vez e prestar atenção em todos, do que ler vários ao mesmo tempo e depois me esquecer facilmente da história. Claro que isso depende muito do tipo de literatura. Se ela é clássica, é normal eu ler somente ela. Se ela é de poesias, eu leio com mais algum (ou alguns)… Se é infantil acontece o mesmo.

Abril:

23. A gruta gorgônea (Desventuras em série, v. 11) – Lemony Snicket – 288 p.
24. O penúltimo perigo (Desventuras em série, v. 12) – Lemony Snicket – 320 p.

Maio

25. Cadela Prateada – Líria Porto – 108 p.
26. O fim (Desventuras em série, v. 13) – Lemony Snicket – 312 p.
27. Vagamundo – Eduardo Galeano – 149 p.
28. Pax – Sara Pennypacker – 288 p.
29. Cem anos de solidão – Gabriel García Márquez – 450 p.
30. Veias em versos – Goimar Dantas – 106 p.

Total de 2.021 páginas! =)

Este mês de junho, estou focando muito na biografia de Van Gogh. E estou apaixonada pela vida dele (vida tão triste, melancólica). Em vários momentos da leitura eu tenho que parar e ficar pensando em minha própria vida. Estou gostando demais, e já indico (não cheguei nem na metade do livro rs Na verdade estou longe disso).

E vocês, o que leram de bom no mês que passou?

O que estou lendo? [Maio 2017]

Olá, tudo bem por aí?

Ultimamente não tenho lido muita coisa. Tenho mais assistido séries, ouvido músicas, comido, dormido… Coisa boa, né?! Eu sei. Mas como eu sempre digo, aproveito que ainda não sou casada, e tenho essas regalias (apesar que a única coisa que não faço em casa é cozinhar rs). Mas mesmo lendo tão pouquinho, resolvi postar hoje, e mostrar a vocês o que estou lendo – devagar e sempre. Não irei falar muito sobre os livros, afinal teremos resenhas aqui (não é mentira!).

Cem anos de solidão, de Gabriel García Márquez.
Estou totalmente fascinada com a história e os seus personagens. Sempre digo que era o clássico que eu mais temia na vida. E hoje vejo o quanto de tempo perdi por não ter começado a ler antes.

Van Gogh, de David Haziot.
Estou bem no começo do livro ainda. Eu estava lendo um capítulo todos os dias, antes de dormir. Mas aí comecei a assistir a uma série nova (só vinte minutinhos por episódio…), e vocês já sabem, né?! Terei que começar novamente. Mas ainda considero que “Estou lendo”.

Grandes esperanças, de Charles Dickens.
Também terei que começar novamente. Já havia passado da página 100, mas errei feio: não utilizei meu caderninho de “Diário de Leitura”, como aconteceu com David Copperfield. Agora já me perdi na história. Fora que já é o terceiro calhamaço que estou apresentando a vocês só agora…

Os miseráveis, de Victor Hugo.
O quarto calhamaço. Terei que ler minhas anotações haha. Essa postagem está quase virando “O que quero ler”, ao invés de “O que estou lendo” haha.

Poesia Reunida, de Adélia Prado
Novelas Exemplares, de Miguel de Cervantes
Contos completos, tomo 1, de Tolstoi
Pesadelos e paisagens noturnas, volume 1, de Stephen King

Desses quatro livros, leio um pouquinho por mês, ou nem isso. Da Adélia, lia com o David duas poesias por semana. Agora já estamos lendo quatro por mês… (quando lembramos haha). E os outros livros, por serem contos (e novela, no caso de Cervantes), não me cobro. Leio quando me dá vontade.

E é isso. Acho que a leitura e a literatura passaram a ter um papel diferente em minha vida, não!? E eu as amo ainda mais por isso.

E vocês, o que estão lendo?

5 livros para as mamães

Oi gente, tudo bem?

Separei para vocês uma lista com cinco livros, com gêneros diferentes, para você presentear sua mãe, ou sua esposa, ou sua tia, ou sua avó… ou qualquer outra mãe que você conheça ❤

Todos os livros já foram resenhados aqui no blog, e possuem link clicável, no título do livro 😉

A hora da estrela, de Clarice Lispector

Um clássico da literatura brasileira, A hora da estrela conta a história de Macabéa, uma alagoana que foi se aventurar no Rio de Janeiro, buscando oportunidades para ter uma vida melhor. Ela é definitivamente uma das minha personagens favoritas da literatura brasileira.

Homens e sucatas, de Betzaida Mata

Contém dez contos, que Betzaida nos narra de forma tão gostosa, cativante, que parece que estamos conversando com ela ou com seus personagens.

O menino da lista de Schindler, de Leon Leyson com Marilyn J. Harran e Elisabeth B. Leyson

História real de Leon Leyson, sobrevivente da Segunda Guerra Mundial. Um relato muito emocionante, envolvente e esperançoso.

O mundo de Sofia, de Jostein Gaarder

Neste livro que posso chamar de “clássico” para nós, leigos em filosofia (rs), Jostein conta a história de Sofia, uma menina que recebia cartas de um desconhecido, com perguntas misteriosas (ou poderia ser o contrário: um homem misterioso, com perguntas “desconhecidas” haha. Filosofia já começa por aqui!).

O planeta dos macacos, de Pierre Boulle

Em uma das mais famosas histórias da ficção científica, conhecemos Ulysse Mérou, um ser humano que escreve do ano 2.500. Ele e mais dois amigos astronautas pousam num planeta parecido com a Terra, e acabam se deparando com uma mulher. Mas ali, diante das esquisitices da mulher, eles descobrem algo bem perturbador.

Espero que gostem das indicações. Aproveitem bem o domingo, com suas mamães, deem abraços apertados, beijocas o dia todo. E façam o almoço, hein! (ou a leve para almoçar. Só não deixe que ela fique cozinhando ou vá lavar a louça haha).