Resenha [Vídeo] – Antônio descobre Veredas

Olá gente, tudo bem?

Hoje falo um pouco sobre o livro infanto-juvenil Antônio descobre Verdas, da autora brasileira Deborah Kietzmann Goldemberg. Já temos resenha escrita no blog =)

Anúncios

Promoções Mês das Crianças!

Olá! Tudo certo por aí?

No mês de outubro, geralmente as editoras com temática infantil e infanto juvenil nos dão de presente ótimas promoções! Não é um deleite somente às crianças leitoras, mas aos pais, aos professores, aos bibliotecários, e às titias de plantão (aqui!).

Então, separei alguns livrinhos e editoras que estão com umas promoções bacanas! E aproveite para entrar nos sites das editoras mencionadas. Elas são muito legais para seus filhos / sobrinhos / alunos rs. Geralmente têm uma área voltada à elas, com atividades.

Companhia das Letrinhas:

Título: É proibido falar disso!
Autor: Noemie Shay
Páginas: 80 p.
Preço: de R$ 37,90 por R$ 18,95
Sinopse: Ruth tinha seis anos quando um dia se deu conta, quase sem querer, de que havia muitas coisas sobre sua irmã que ela não sabia. Que ela não era de fato sua irmã, por exemplo. Quando quis perguntar sobre esse assunto a seus familiares, deparou com um muro de silêncio, pois todo mundo, exceto ela, sabia que era simplesmente proibido falar disso! Mas Ruth não desistiu. Com a ajuda do amigo Dudi, ela conseguiu quebrar esse pacto de silêncio, trazendo à tona uma história dos tempos da Segunda Guerra Mundial; uma história que, na verdade, não aconteceu só com a família dela, mas que marcou o seu povo e todo o mundo.

Editora Edelbra:

Título: Memórias de índio: Uma quase autobiografia
Autor: Daniel Munduruku
Páginas: 216 p.
Preço: de R$ 44,50 por R$ 22,25
Sinopse: Abraçando a missão de “desentortar” o pensamento da sociedade brasileira em relação aos povos originários, Daniel Munduruku convida seus leitores a mergulhar no rio de sua própria história. Apresentados em breves crônicas, cada capítulo (deste livro e de sua vida) está repleto de memórias e aprendizados, narrados afetuosamente. As vivências da infância, os anos no seminário, a descoberta do amor e a descoberta de si, enquanto escritor, tudo a granel. Tudo (quase) verdade.

Editora Biruta

Esse ano não encontrei promoções 😦  Mas…!! Eles tem Marcadores de página para imprimir!

Editora Brinque-Book

Título: Não é sua, é minha!
Autor: Suzanna Moores
Páginas: 32 p.
Preço: de R$ 35,00 por R$ 21,00
Sinopse: Babi ganhou uma linda bola de presente, que ela não quer emprestar para ninguém. Porém, quando a bola murcha, Babi precisa da ajuda dos amigos. Depois de alguma hesitação, ela consegue superar seus sentimentos e percebe que emprestar a bola não é tão ruim assim.

As editoras estão com promoções até o final do mês de Outubro. Então você tem mais 15 dias para correr atrás desses títulos (e tantos outros)!

[Edição antes de ir ao ar rs]: Como a postagem estava programada, eu falava que o Banco Itaú estava disponibilizando os livrinhos, como em todos os anos faz. Mas este ano já estão esgotados =(  Mas fique atento, que ano que vem eles devem disponibilizar mais rs.

Antônio descobre Veredas – Deborah Kietzmann Goldemberg

Oi gente, tudo bem?

Hoje preciso tomar um cuidado especial ao comentar um dos últimos livros que li. É aquele tipo de leitura em que a história vai evoluindo de tal forma, que quando chega no final você quer contar para todo 0 mundo!

Antônio descobre Veredas (Biruta, 2014, 76 p.) da autora brasileira Deborah Kietzmann Goldemberg, irá nos contar a história de Antônio, um adolescente que vive uma vida monótona. Sempre faz as mesmas coisas, sempre escuta o mesmo de seus pais – que ainda insistem em falar com ele no diminutivo -, tem um amigo que fala somente com gírias, e suas aulas na escola são bem “normais”. Até que um dia sua professora de português propõe algo inusitado a eles: quem conseguir ler o livro Grande Sertão: Veredas, não precisará fazer prova até o final do ano!

“Só podia ter sido aquela recém-formada que ainda não se resignou ao fato de que na escola ninguém ensina ou aprende, apenas cumprem um ritual sinistro de coexistência em sala de aula, uns para ganharem uma merreca e outros para passar o tempo que seus pais não têm para ficar cuidando deles” (p. 9)

Como Antônio é “espertinho”, procura resumos na internet e começa a assistir a vídeos sobre o livro. Pensa que assim conseguirá apresentar um trabalho à sua professora, e nunca mais fazer provas daquela matéria. Até que ele recebe uma notificação no “Feice“, de um tal de Diadorim. Acaba aceitando, e conversando com essa pessoa. Através do Diadorim, descobre uma comunidade, que fica há duas horas e quarenta de sua casa, chamada “Veredas”. E é ali que começa sua caminhada para a liberdade que tanto sonha.

Minha opinião: O livro é bem curtinho, tem só 76 páginas. E como já disse no começo, a história vai evoluindo. Começa com algumas gírias (que me desagradam rs), com uma repetição que é necessária para a narrativa,  e com um personagem principal que eu não tinha certeza se estava gostando. Mas quando Antônio descobre a comunidade Veredas, as coisas começam a mudar: mudam tanto que eu pensei em largar o livro! Entenda-me: eu nunca li Grande Sertão: Veredas, aquele clássico brasileiro, que Guimarães Rosa escreveu. E os membros da comunidade “Veredas” começam a conversar somente sobre o livro, como se eu tivesse que saber! Oras bolas – eu pensei.

Mas… Dei uma segunda chance para a história. Ainda bem! Porque o Antônio também não está entendendo nada haha. E começa a correr atrás, para que possa descobrir do que é que aquele povo está falando. Com alguns trechinhos do livro, a autora foi me conquistando. Não por citar somente o Guimarães, mas por mostrar toda a poesia que existe no livro de Rosa, o que há de tão belo e tão encantador, que faz com que esse livro seja o favorito da vida de muitas pessoas que conheço. E quando chegou o final, eu fiquei tão maluca, que tive que mandar mensagem para a Tamy, depois da meia noite (do canal LiteraTamy, que leu recentemente o nosso clássico), e perguntar o que acontecia no final. E claro que ela não me falou hahaha.

Então, leia esse livro, seja você jovem ou adulto. Mesmo sendo como eu,  que ainda não leu Grande Sertão: Veredas. Eu tenho certeza que irá necessitar saber o que acontece no livro rs.

Título: Antônio descobre Veredas

Autor: Deborah Kietzmann Goldemberg

Editora: Biruta

Páginas: 76 p.

Metas para Setembro 2017

Oi gente, tudo bem?

Quem aí gosta de fazer metas de leituras para o próximo mês, levanta a mão! \o/

É óbvio que não conseguirei ler nem a metade do que pretendo, como nunca consigo rs. Mas além de ser divertido montar essa lista, acabo ficando com mais vontade de ler essas obras, e foco no que eu separei. Claro que de vez em quando os olhos dão uma paquerada em algum outro da estante… Mas o foco permanece rs. Abaixo, a listinha completa!

Ah, por sinal, se quiser participar do projeto da Nina ou da Jeniffer, vocês podem acessar os projetinhos delas, clicando no nome da hashtag, lá embaixo!

📚 Completo
– Em algum lugar nas estrelas – Clare Vanderpool
– Descobrindo os bichos do Jardim – Humberto Conzo Junior
– Antônio descobre Veredas – Deborah Kietzmann Goldemberg
– O caso Morel – Rubem Fonseca
📚 Terminar
– Um coração que seja puro – Pe. Zezinho
– Meus documentos – Zambra
– Uns e outros – TAG
📚 Começar
– Pe. Pio – José María Zavala
– Diário de Santa Faustina – Santa Maria Faustina Kowalska
📚 Continuar
– Os miseráveis – Victor Hugo
– Novelas exemplares (2 novelas) – Cervantes
– Pesadelos e paisagens noturnas (2 contos) – Stephen King
📚 Reler
– Inventário de segredos – Socorro Acioli
📚 Projetos
– Alice no país das maravilhas – Lewis Carroll (Nina e suas letras) #ProjetoMindlin
– O sinal dos Quatro – Sherlock Holmes (Jeniffer Geraldine) #SetembroPolicial
🎬 Filmes
– Okja
– Peles
– Raw
– Onde está segunda
🎬 Série
– Terminar Black Mirror

Resenha – Anna e o planeta

Oi gente, tudo bem?

Volto hoje com mais um livro para o projeto (Re)Lendo Jostein Gaarder. Há um tempo eu não atualizava o projeto, mas esse mês ganhei de presente seu lançamento, que estava esperando muito!

Anna e o Planeta (Companhia das Letras, selo Seguinte, 2017, 163 p.) irá nos apresentar Anna (aah, jura?!), uma menina que está prestes a completar 16 anos. Através de seus sonhos, começa a receber algumas “mensagens” de sua “bisneta”, Nova, que vive no ano de 2082 (começo a ficar com medo dessa década). Essas mensagens na verdade, são bem alarmantes: o planeta Terra está totalmente devastado, e tudo quanto é flora e fauna só pode ser visto através de uma espécie de computador. Claro que os pais de Anna ficam preocupados – pois Anna está começando a acreditar em seus sonhos, e acha que tem que fazer alguma coisa. Então a levam num psiquiatra, o doutor Benjamin – que é doidinho igual a ela haha. Anna terá então, que resolver se seus sonhos querem realmente lhe dizer alguma coisa, ou se é só invenção de seu cérebro.

“O que haveria ‘debaixo’ ou ‘detrás’ do Universo é algo que ninguém tem como afirmar. O mundo é cheio de enigmas. Às vezes, a coisa mais sensata a se fazer é se curvar diante do insondável” (p. 92)

Minha opinião: A ideia do livro é muito legal. Conscientizar crianças e adolescentes para a conservação da fauna e flora, atentando-se ao que pode fazer no “aqui e agora”, isto é, sem precisar de grande ajuda, mas sim o que está “à mão”. O que deveria ser óbvio, infelizmente, ainda deve ser alertado. O planeta Terra está pedindo ajuda sim, e ninguém está se preocupando com nada. Porém, Jostein dessa vez não me agradou tanto quanto das outras vezes. Ele foi bem repetitivo e monótono em vários trechos do livro, e fez as falas de seus personagens soarem muito forçadas. Apesar de intercalar o livro todo com passagens de Anna / Nova, fazendo com que desse um gás ao livro, a leitura foi cansativa. Teve uma parte do livro, onde aparece um personagem secundário (o namorado de Anna), que começou a ficar interessante. Mas isso lá pela página 90 (o trecho acima foi tirado dessa parte rs). Eu não sei se fui com muita sede ao pote, se estava esperando demais… Mas, pois é, eu estava esperando mais mesmo haha.

Ah! Aliás, quando o Jostein cisma de falar sobre a beleza e os enigmas do universo, eu curto demais! De vez em quando ele adentra bem no tema, fazendo com que eu fique mais e mais encantada. O trecho acima foi bem característico do autor… Mas o restante, não vi tanto do Gaarder que estou acostumada.

Título: Anna e o planeta

Autor: Jostein Gaarder

Editora: Companhia das Letras (Selo Seguinte)

Páginas: 163 p.