Resenha [Vídeo] – A menina e o equilibrista – Bruno Félix

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje saiu um vídeo no canal (finalmente!). Mas infelizmente teve que ser gravado no celular. Minha câmera não queria ligar (~desespero~), mas queria muito gravar algo! rs Depois de três meses, temos vídeo novo, então! ❤

Espero que gostem.

Anúncios

Resenha [Livro] – A menina e o equilibrista

Oi gente, tudo bem?

Recebi de presente o livro A menina e o equilibrista, do querido Bruno Félix! Li na mesma semana em que chegou, mas só agora consigo fazer uma resenha (desculpe a demora, Bruno! rs).

A menina e o equilibrista: A história de um milagre (Penalux, 2017, 181 p.) irá nos contar a história de Antônio, um homem ainda jovem que pensa em tirar sua própria vida, pulando de uma ponte. Em meio às suas “últimas” reflexões, sem medo da queda livre ou da altura, é interrompido por Angelina, uma garotinha negra, com cerca de sete anos de idade, que, ingênua, pensa que Antônio é um equilibrista. Mas ao conversar com nosso protagonista, e pedir a sua ajuda para encontrar um caderninho que havia perdido, começamos a perceber o tanto de sabedoria que a criança carrega.

“- Me chame de Vó Laura, querido. E acredito em milagres, sim. Você não acha o mundo todo muito misterioso?” (p. 33)

Em meio às lembranças de um passado sofrido, e tendo contato com outros personagens da história, começamos a tentar entender o porquê de Antônio querer tirar sua vida. Mas aos poucos, o homem vai entendendo todo o valor e maravilhas que ele deixaria para trás. Angelina tem um papel importante em sua caminhada, e todas as pessoas que têm contato com os dois personagens me tocaram de formas diferentes.

As lindas ilustrações do livro são feitas por Arthur F. Pádua

Meu personagem favorito foi o Poeta Ruivo. Em determinada parte do livro eu quase chorei com seu relato, seus amores e desamores… Em especial com uma linda poesia, que é a continuação desse trechinho abaixo:

“- Eu costumo colocar versos datilografados junto com os lanches. É a única maneira que achei para fazer algumas pessoas consumirem poesia. – Brincou, enxugando uma lágrima” (p. 70)

Isso me fez lembrar do próprio Bruno Félix! Para quem não sabe, ou não está lembrado, ele é o mesmo autor de O Busto de Adão e outras poesias, que foi resenhado e já indicado por aqui diversas vezes. Ele é um poeta de mão cheia, e está para publicar mais um livro de poesias, chamado Poemas Classificados, que será lançado pelo Editorial Letramento! Você pode ver a notícia aqui, e acompanhar o Bruno em suas redes sociais e blog, que vou listar abaixo. A capa ficou sensacional!

Ah, e o porquê de ter lembrado: Bruno escreve alguns “poemas classificados”, isto é, no meio dos classificados comuns de um jornal, ele apresenta suas poesias ao público! É um modo de divulgar poemas, literatura de qualidade, assim como faz, no livro, o Poeta Ruivo!

Mas voltando ao livro em questão! rs  A menina e o Equilibrista é um belo livro sobre a esperança, a restauração da fé, a crença em milagres, a pureza e sabedoria das crianças, e sobretudo, o acreditar em Deus, em algo maior que nós, que guia nossos caminhos, e nos mostra que, mesmo em meio a tantos sofrimentos, Ele nunca nos desampara. Indico muito!

Título: A menina e o equilibrista

Autor: Bruno Félix

Editora: Penalux

Número de páginas: 181 p.

Lista de Links Bruno Félix:

Venda do Livro

Página no Facebook

Blog

Instagram

Twitter

Skoob

Resenha – Padre Pio | José María Zavala

Oi gente, tudo bem?

Padre Pio: Os milagres desconhecidos do santo dos estigmas (Paulus, 2012,253 p.) do autor José María Zavala irá nos apresentar uma série de milagres desse santo tão amado.

Este livro não é uma biografia, então se você não conhece nada da vida do Padre Pio, indico para começar a conhecê-lo o mesmo livro que eu li rs. É o livro Padre Pio: Lição de Sofrimento, do Frei Francisco M. de Uberaba. Ele é antigo, não sei se é tão fácil de ser encontrado, mas se encontrar, vale a pena! Lá nós temos uma pequena “noção” do quanto o Padre Pio era um homem direto, mas muito caridoso. E aí acabamos por entender melhor seus milagres. Digo “entender melhor”, pois quem nunca leu sobre sua vida, pode ter um estranhamento inicial do modo como ele falava com seus fieis (digo isso por mim, ok? rs). Ele era um homem, como já disse, muito direto. Então há a possibilidade de nos assustarmos à primeira vista haha

Página 30

Padre Pio de Pietrelcina era conhecido por seu Conhecimento sobrenatural, isto é, ele sabia o que iria acontecer em tal lugar, em tal época, e até mesmo saber de pecados de seus fieis, sem que eles confessassem. Outro dom que o padre tinha, era o da bilocação: estar em dois lugares ao mesmo tempo (assim como Frei Galvão, nosso primeiro santo brasileiro, Catarina de Ricci, Afonso Maria de Ligório e outros). Vários testemunhos me emocionaram, como o de nome “Diga-me claramente”, onde sua fiel Sandra pediu que o Padre dissesse claramente, e não com meias palavras, se a moça deveria partir ou não.

Padre Pio mostrava-se bem humorado em muitos de seus encontros, como conta um dos testemunhos:

“Anna Benvenuto manifesta também que um dia seu marido a acompanhou de automóvel até Foggia. Durante o trajeto, um cachorro repentinamente cruzou a estrada, sendo atropelado pelo carro. Temendo possíveis represálias, o casal silenciou sobre o acidente. Naquela tarde, o marido foi a San Giovanni Rotondo para cumprimentar o Padre Pio, que naquele momento conversava com outros amigos no jardim. Ao vê-lo, o frade disse aos presentes, apontando-o: ‘Olhem o que mata os cachorros na estrada!’. E sorriu”. (p. 236)

Esse santo também é muito conhecido pelo seu cheiro de rosas, tanto em vida como já morto. Muitas das pessoas que recebem um milagre dizem ter sentido um cheiro muito forte de flores. Muitos dos fieis também, diante de uma dúvida ou uma oração, ao pedirem a intercessão de Padre Pio, encontraram-se com ele em sonhos, tendo suas graças alcançadas.

Fiquei maravilhada com as histórias, com os relatos, e ainda mais interessada na vida do Santo. Ele foi um homem muito forte, que mesmo em meio aos seus estigmas (ele teve cinco, que foram nos mesmos locais que Cristo teve seu corpo perfurado: mãos, pés e uma ao lado do coração), nunca deixou de proclamar as glórias de Deus. Para ele, um dos sacramentos mais importantes era o da confissão (durante sua vida, ele confessou milhares de fieis em busca da cura e conversão), e ficava horas no confessionário. Como já disse acima, ele sabia se a pessoa havia confessado todos os seus pecados ou estava escondendo algo, ou ainda, se a pessoa já havia confessado daquele pecado e confessava novamente.

Muitos dos testemunhos contados nesse livro, foram de pessoas que tiveram um contato real com o padre Pio, que o conheceram pessoalmente em vida. É um livro maravilhoso, que indico a todos!

Título: Padre Pio: Os milagres desconhecidos do santo dos estigmas

Autor: José María Zavala

Editora: Paulus

Páginas: 253 p.

Poemas recitados #1

Oi gente, tudo bem?

Essa semana, meu professor da faculdade (que dava uma das aulas mais amadas por mim, e odiadas por todos haha), Walter, compartilhou um texto lindíssimo de Clarice Lispector, recitado por Aracy Balabanian. É este abaixo.

Texto: Se eu fosse eu
Autor: Clarice Lispector
Recitado por: Aracy Balabanian

Acabei ficando com vontade de falar mais de poesias aqui no blog! Sigo alguns canais de poesias, outros de literatura em geral, que vez ou outra falam desse gênero tão encantador. E resolvi que ao menos uma vez ao mês irei compartilhar mais poesias recitadas, por aqui!

Poesia: Eu penso renovar o homem
Autor: Manoel de Barros
Recitado por: Odilon Esteves (o canal dele é incrível!)

Poesia: O tempo
Autor: Mario Quintana
Recitado por: Antônio Abujamra

Espero que gostem.

E se tiverem dicas ou sugestões, podem deixar nos comentários 😉