Resenha – Como encontrar sua alma gêmea sem perder sua alma [Parte 1]

Olá, tudo certo com vocês? Comigo sim!

Hoje irei falar um pouco (bem pouco, acredito, pois o livro é muito mais do que irei escrever aqui) sobre o livro “Como encontrar sua alma gêmea sem perder sua alma”, do casal Jason e Crystalina Evert, publicado pela editora Canção Nova (2014, 394 p.). Eu ganhei este livro de meu namorado, David, quando ainda não namorávamos rs. Falarei um pouquinho sobre isso mais abaixo, em “Minha opinião”.

PS: Esta resenha terá que ser dividida em duas partes, uma hoje, dia 25. E a outra parte amanhã, dia 26, no mesmo horário (às 20h).

PS 2: Esta resenha também poderia ser chamada de “Carta aberta”. Hoje, dia 25, faz 5 meses que estamos namorando, e este é um “presente” a ele ❤

O livro nos apresenta 21 “segredos para mulheres”, como está descrito na capa do livro. Na verdade são vinte e um conselhos de um casal que ministra palestras sobre namoro, relacionamentos em geral, castidade e sexualidade. Estes conselhos vêm acompanhados de vários testemunhos que o casal recebeu de diversas pessoas, ao longo de suas palestras. Esses testemunhos vão desde namoros abusivos, até a vontade incondicional de mudar de vida, para assim reencontrar sua verdadeira paz interior e ter um encontro pessoal com Deus.

Jason e Crys (vou chamá-la assim) já começam o livro nos apresentando uma lista de dez principais homens a serem evitados. São eles:

  1. O vira-casaca
  2. O sujeito problemático
  3. O hormônio ambulante
  4. O adulador criminoso
  5. O controlado obsessivo
  6. O sujeito mais velho
  7. O “boca-suja”
  8. O traidor chorão
  9. O anão espiritual
  10. O Senhor-eu-não-tenho-habilidades-sociais-o-bastante-para-encontrar-meninas-sem-a-internet

Pois é! Tópicos fortes, não? Mas é só o começo. Inclusive, devo destacar que os autores são muito, muito duros… Mas sinceros. Não irei falar sobre cada um desses tipos de homens, mas destaco dois, o “hormônio ambulante”, e o “controlador obsessivo”. Acredito que a grande maioria das mulheres já conheceu homens assim, seja como amigos ou namorados. Bem, o Hormônio Ambulante, nada mais é do que aquele garoto adolescente (e isso não quer dizer de 14 a 19 anos, mas uma “adolescência mental”) que só se importa com o corpo de sua parceira, que não se importa com seu interior, com seu espiritual, com nada. É aquele que tem como meta sua própria satisfação, à custa das mulheres. Normalmente ele usará frases com a sua parceira, do tipo “Eu vou achar que você não se sente atraída por mim se não fizer isso comigo” (p. 27). Além de ter seus hormônios à flor da pele, ainda tenta de todas as formas deixar sua parceira desconfortável. Já o Controlador Obsessivo, é aquele que te persegue em todos os lugares, e não confia em você para nada. Algumas pessoas podem confundir esse tipo de homem com “ciumento”, mas o Controlador Obsessivo irá além do ciúme: ele te interroga sobre tudo e todos, ele dá golpes em coisas para descontar sua raiva, seu humor oscila entre doçura e egoísmo, ele quer que responda às suas mensagens imediatamente… E por aí vai. E quando você tenta se livrar dele, ah! Ele fará de tudo para que você acredite que não pode mais viver sem sua presença, ou que ele irá cometer suicídio, ou pode até mesmo tentar te dar uma aliança de noivado, para que assim você não tenha “muita escapatória”. Mas amiga, senta aqui. Você tem escapatória sim. E te aviso: se está em um relacionamento assim, saia enquanto há tempo.

Se você, leitora de meu blog (digo leitora, mas se você for homem, serve também para você, ok? 😉 É que este livro é beem voltado para o público feminino), está à procura de um namorado, vou te dar uma dica, que Jason e Crys também dão no livro: tenha um objetivo! Namore com algo em mente. Eu tenho certeza que você já vivenciou algum relacionamento que não foi tão legal, e que não era chamado de “namoro” por você, pela pessoa, ou por seus amigos e familiares. Teve, digamos um “rolinho”. E aí… O “rolinho” acabou. Ficaram marcas, mágoas, ou um pequeno traço de rancor? Ficou ao menos uma lembrança meio incômoda? Eu te entendo. Mas vai por mim, a partir de hoje, insista e persista em ter relacionamentos duradouros, que realmente valham a pena. Será melhor para você, para seu parceiro, para sua família. Para que isso aconteça, comece com uma base sólida de amizade. Não comece um namoro do nada, com uma pessoa que você mal conhece. Conviva com essa pessoa, e principalmente seja você mesma. Ele irá se apaixonar e te amar de verdade se você for transparente, e mostrar a ele quem você realmente é.

“O amor autêntico exige tempo. A pessoa precisa ter paciência, porque o amor, por si mesmo, é paciente”. (p. 63)

Outra dica, que pode parecer estranha, mas é muito verdadeira: “Somente se comprometa com um rapaz, se puder ver-se casando com ele” (p. 64). Uau, hein?! Você deve estar pensando que é exagero, mas te digo que não. Se você já passou pela fase da amizade, e percebeu que há algo a mais entre vocês, porque não começar a pensar num relacionamento? E isso inclui sim o casamento. Quando se namora, namora-se para casar, não é?! Quando você namora alguém sem pensar no futuro, qual é o objetivo? O namoro deve ter uma finalidade, e não há finalidade melhor que o matrimônio. Se uma garota namora um rapaz “só por namorar” é porque não há respeito entre eles. Um relacionamento que não vai em direção alguma, em boa parte tende a fracassar, ou a deixar marcas muito profundas (talvez até traumas). A mulher sai machucada e o homem também! E depois disso, pode ser muito difícil investir em um novo relacionamento sem ficar constantemente relembrando os maus momentos do namoro anterior. E cá entre nós, acho que ninguém quer isso, não?

Amanhã, a segunda parte… 😉  E está bem interessante!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s