Resenha – Veias em versos

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje vim falar sobre o livro de poesias Veias em Versos (Penalux, 2016, 106 p.), de Goimar Dantas.

Acredito muito que quando escrevemos algo profundo e sincero, junto oferecemos nosso sangue e alma. Goimar dá-nos exatamente isso: mostra paixão, coração, sinceridade e força. Com homenagens a outros autores – como Alice Ruiz, Vinicius de Moraes, Manuel Bandeira e Leminski -, e influência nítida de sua vida pessoal, recebemos de presente 68 poesias escritas do ano de 1992 a 2014.

É difícil “escolher” alguma poesia preferida. Gostei de muitas, e a grande maioria me emocionou; em especial “A linha do trem“, onde a autora narra um pouco de sua vivência com seu pai rude, de poucos afetos, mas tão presente nas entrelinhas da memória. A autora narra com facilidade seus amores, ora românticos, ora eróticos.

Goimar Dantas é jornalista, roteirista e escritora. Já escreveu diversos livros, dentre eles Estrelas são pipocas e outras descobertas (infantil, editora Cortez); Cortez: A saga de um sonhador (biografia, editora Cortez – finalista do prêmio Jabuti); e participou da coletânea Texto e Discurso: Confluências (ensaios, editora Mackenzie).

Título: Veias em versos

Autor: Goimar Dantas

Editora: Penalux

Páginas: 106 p.

Adicione no Skoob.

Adquira seu exemplar clicando aqui.

Para ler um trecho, clique aqui.

[Livro concedido através de parceria com a Editora Penalux]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s