[Resenha] Capitães da Areia | Jorge Amado

Oi pessoal, tudo bem?

Mais um livro lido para o #ProjetoMindlin (acesse para saber mais, clicando aqui). A Nina reuniu um grupo grande, para lermos juntos e discutirmos, via WathsApp; e mais uma vez foi uma experiência maravilhosa. Eu nunca havia conseguido dar continuidade nesse clássico brasileiro. Antes de Capitães da Areia, li somente A morte e a morte de Quincas Berro d’Água, de Jorge Amado (que por sinal gostei muito, e tem resenha aqui).

64as

Capitães da Areia (Companhia das Letras, 2008, 283 p.) do grande autor baiano Jorge Amado, vai contar a história de um grupo de meninos de rua que mora no cais, e que levam o título do livro. Mas Jorge Amado não nos entrega esses meninos de mão beijada. Vai nos apresentando aos poucos, e deixando que cada identidade seja formada segundo nossos julgamentos.

O início do livro, por sinal, são as “Cartas à redação”, onde o padre José Pedro, o Secretário do chefe de polícia, o Juiz de menores, a Maria Ricardina (costureira),  o diretor do Reformatório, escrevem para o Jornal da Tarde. Seguindo daí, começamos com nossos pré-julgamentos. Aos poucos, de capítulo em capítulo, vamos sendo apresentados aos outros personagens: os meninos do cais, o padre, o bispo, algumas mocinhas, algumas madames. Cada qual com sua personalidade, qualidades e defeitos.

fsd

Podemos ainda arriscar dizer que o que Jorge Amado faz em seu livro é algo como os alemães chamam de “Bildungsroman“; ou como conhecemos aqui no Brasil, “Romance de formação”, que é aquele tipo de livro que nos é exposto o processo de desenvolvimento dos personagens (seja ele físico, moral, social, político). Para citar um exemplo mais “prático”, temos a obra David Copperfield, onde Charles Dickens nos apresenta seu personagem principal que dá nome ao livro, desde seu nascimento, até sua velhice; passando por todos os estágios de sua vida. De uma maneira muito menor (afinal são muitos personagens), encontramos isso também na obra Capitães da Areia. Vemos o desenvolvimento dos personagens Pedro Bala, o líder do grupo, do Pirulito, que tinha uma afinidade muito bonita com a religião, do Sem-Pernas, um dos personagens mais crueis, e também do Gato, do Volta Seca, do Professor, de Dora, e tantos outros.

16681465_711555392336682_1817579233861472309_n

Minhas impressões em relação ao livro foram as melhores. Em nenhum momento eu fiquei entediada, ou desanimada com a leitura. O modo lírico, tão poético que Jorge Amado descreveu as situações, as personagens, a Bahia, os pensamentos e ações de seus personagens, foram muito profundas. Em vários momentos me peguei avaliando meus julgamentos. Sabe aquela sensação de você engolir uma palavra ruim que estava prestes a falar para alguém? E percebe que este alguém é quem está com a razão? Senti isso frequentemente. E foi me dando um nó na garganta, uma vontade de chorar, ao perceber o quanto ainda devo melhorar como ser humana.

asfda-d

Este trecho acima é um dos mais lindos do livro. Eu já havia assistido ao filme (que será assunto para outra postagem), e foi a cena que me fez chorar: a cena das crianças no Carrossel. Se você já leu, ou assistiu ao filme, deve lembrar-se quão bela é. Mostra que mesmo em meio ao caos do dia-a-dia dos Capitães (com crimes, com a fome, com a prostituição), eles ainda são crianças, eles ainda possuem sonhos e querem brincar.

Enquanto eu lia o trecho, eu me lembrava muito desse vídeo abaixo (e ainda bem que deixei salvo em meu Facebook). Esse trechinho de vídeo sempre me faz ter vontade de voltar a ser criança (inclusive, quem souber onde se passa esse vídeo, quem é o moço, ou um vídeo maior, deixe pra mim nos comentários, por favor!).

Leia o quanto antes esta obra. Eu tenho certeza que ela irá mudar seu modo de ver a vida.

Título: Capitães da Areia

Autor: Jorge Amado

Editora: Companhia das Letras

Páginas: 283 p.

Anúncios

Um comentário sobre “[Resenha] Capitães da Areia | Jorge Amado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s