Resenha [Filme] – Bem-vindo a Marly-Gomont

Oi gente, tudo bem?

Faz tempo que não indico filmes para vocês. A questão é que estava assistindo a séries haha. Mas esses dias assisti a um filme muito bom, que me emocionou.

Bem-vindo a Marly-Gomont (2016, disponível na Netflix) é a história real de Seyolo Zantoko (Marc Zinga), médico do Congo, que é recém-graduado na França. Ele resolve morar numa pequena aldeia francesa, chamada Marly-Gomont. Super animado, liga para sua família para comunicar a mudança de todos para lá. Mas as coisas não saem bem como o esperado. A vila é bem pequena, e a grande maioria dos moradores é bem preconceituosa. O maior objetivo de Seyolo, junto com sua família, é de vencer o preconceito, antes mesmo de poder exercer seu papel de médico.

Minha opinião: Ao mesmo tempo que este filme me fez rir bastante, ele me emocionou e me fez pensar. O filme trata o preconceito e racismo numa aldeia francesa: Seyolo é graduado na França, mas sofre preconceitos por ser negro. Ninguém dá nem a chance de ele exercer sua profissão, algumas pessoas tiram sarro, e outras ainda têm consulta, mas não acham certo pagá-lo por isso. O que mais me encantou no filme foi o bom humor e a criatividade de Seyolo e sua família (fora a paciência infinita rs) para lidar com toda a situação.

Ainda falando sobre o preconceito… Recentemente tem aparecido em minha timeline um vídeo que chamou minha atenção. Uma pegadinha é feita com pessoas na rua, e a pergunta é a seguinte:

“Pai e filho sofrem um acidente terrível de carro. Alguém chama a ambulância, mas o pai não resiste e morre no local. O filho é socorrido e levado ao hospital às pressas. Ao chegar no hospital, a pessoa mais competente do centro cirúrgico vê o menino e diz: ‘Não posso operar esse menino! Ele é meu filho!’.”

E aí… quem é essa pessoa? Clique aqui para assistir ao vídeo.

Eu não caí na pegadinha (que bom!), mas fiquei pensando sobre ela. Nós somos condicionados a sermos preconceituosos? Isso é algo “cultural”? É-nos ensinado através de piadinhas (de mau gosto)? O vídeo abaixo me deixou claro que não nascemos assim, mas nos tornamos. Pense sobre.

Trailer do filme:

Título: Bem vindo a Marly-Gomont

Direção: Julien Rambaldi

Gênero: Drama

Duração: 96 minutos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s