Resenha – Caçada ao Maníaco do Parque

Olá pra vocês, tudo bem?

Hoje venho mostrar para vocês um pouquinho sobre um livro reportagem. Caçada ao Maníaco do Parque (Escrituras, 1999, 126 p.) é escrito por Luísa Alcalde e Luís Carlos dos Santos, dois jornalistas que participaram de perto das investigações e caça ao Francisco de Assis Pereira, o conhecido Maníaco do Parque.

caçada

A partir do dia 4 de julho de 1998, algumas mulheres começaram a desaparecer de alguns pontos da cidade, para serem encontradas mortas no Parque do Estado, uma área verde da zona sul de SP na divisa com o município de Diadema. No dia três de julho o Brasil havia disputado com a Dinamarca na Copa do Mundo da França, e as pessoas estavam eufóricas com a partida. Os policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa também estavam excitados com o placar. Tudo estava ocorrendo bem naquela manhã de sábado, mas batidas desesperadas na porta arrancou o sossego dos policiais. Como que preparando para algo pior, havia a notícia de que um homem havia sido assassinado com disparos de arma de fogo numa rua próxima. Ao irem ao local, já receberam a chamada que daria início a semanas de perseguição.

Algumas mulheres com características físicas parecidas começaram a sumir de alguns pontos da cidade. Parentes e amigos das vítimas, sendo testemunhas, comunicavam à polícia de que essas mulheres se encontravam com um homem que dizia ser um fotógrafo que trabalhava para um catálogo de uma empresa de cosméticos. Com as pistas em mãos, chegar até Francisco de Assis Pereira não foi tão difícil. Difícil mesmo foi incriminá-lo dos assassinatos.

O que mais assusta durante a leitura não é a frieza com que ele mata suas vítimas, mas a loucura. Quando vemos que um assassino comete o ato, já imaginamos que ele seja frio.

” – Eu te amo tanto, só queria ter um filho com você. (…)

Para se livrar dele, ela lançou mão de uma atitude desesperada. Aproveitando-se daqueles instantes de delírio, tentou enganá-lo:

– Se você me amasse, não faria isso comigo.

– Cala a boca, não estou falando com você não.”

No final do livro temos uma “biografia” resumida de Francisco. Como foi sua infância, o que seus pais faziam, o que aconteceu para ele se tornar essa pessoa fria.

O livro é escrito como se fosse um diário, então temos as datas em que ocorreram as buscas, os crimes, inclusive com horários. E o ritmo da leitura é bem rápido, como se estivéssemos assistindo a um filme.

Título: Caçada ao Maníaco do Parque

Autor:  Luísa Alcalde e Luís Carlos dos Santos

Editora: Escrituras

Páginas: 126 p.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s