Resenha – 2083

Olá gente, tudo bem?

Hoje vim falar de um livro que infelizmente não gostei tanto quanto imaginei que fosse gostar. Ah! Ele está na lista dos dez que obrigatoriamente devem ser lidos esse ano rs

2083 (Biruta, 2010, 112 p.) do autor Vicente Muñoz Pueles, é passado no ano que dá título ao livro. Naquele tempo, não existem mais livros em papel e nem livros digitais! O pouco que resta está meio “perdido” na Cosmonet (é como a internet, mas o autor dá outro nome no livro). Detalhe que esses perdidinhos só restam pois as pessoas ainda vez ou outra, procuram por eles nos sites de busca. Um dia, o protagonista David, que tem cerca de dezesseis anos, ao conversar com o pai, descobre que seu bisavô era escritor, e isso faz com que seu interesse pelos livros aumente. Seu pai trabalha numa empresa chamada Bibliotravel, que é um local onde as pessoas que se interessarem por alguma história escrita (em papel ou digitalmente), podem pedir para que os funcionários da empresa a coloquem dentro da história, no corpo de um personagem (caraaa, isso eu achei incrível!!). Sabendo da existência dos livros, que antes era totalmente desconhecida para David, ele resolve dar uma visitinha à empresa do pai. E faz viagens bem interessantes dentro de algumas histórias!

2083_1277322319B

Minha opinião: No Skoob eu dei três estrelas para ele (de cinco). Não achei o livro mais excepcional do mundo. Ele é bem fino, mas levei pelo menos duas semanas para lê-lo. Como puderam ver na pequena sinopse que fiz acima, David “navega” por vários livros, que são clássicos. Bíblia, David Copperfield e Dom Quixote são exemplos dos mundos que o garoto irá desbravar. Por mais que eu veja a boa intenção do Vicente, em apresentar aos novos leitores alguns clássicos, fiquei um pouco cansada com as aventuras de David. Talvez eu estivesse imaginando outro foco para a história, e por isso um pouco da decepção rs Mas não posso negar que em várias partes eu parei a leitura para bater palmas para Muñoz Pueles: a questão do livro ser somente um objeto de decoração, e alguns de seus leitores serem somente posers, e não leitores que são apaixonados em descobrir um mundo novo, deu o que pensar…

2083

Título: 2083

Autor: Vicente Muñoz Pueles

Editora: Biruta

Páginas: 112 p.

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha – 2083

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s