Sobre 2015 e o que espero de 2016

Isso é mais uma confissão do que uma postagem. Peço perdão desde já, se você quiser ler. Mas sinta-se à vontade.

mensagens-de-ano-novo

Não gosto de dizer que o ano que passou foi péssimo. Por mais que tenha sido, e por mais que eu diga. Talvez eu diga porque eu vou na onda, e todos dizem… Eu acabo dizendo também. O ano de 2015 teve seus momentos bons e teve também os ruins. Assim como todos os anos de minha vida. Talvez tenha sido “péssimo” por causa da situação financeira de todo o país. Talvez pelo cansaço latente de nadarmos, nadarmos e sempre morrermos na praia. Ou talvez – e o que é a opção mais provável -, tenha sido por minha causa. Não, não fiz tudo de errado esse ano. Mas fiz coisas que eu geralmente não fazia em outros anos passados.

Há alguns anos, eu era uma menina um pouco mais doce, um pouco mais meiga e tímida. Ainda sou tímida, mas tento não parecer. Isso se deve ao fato de eu ter perdido coisas maravilhosas no passado, por causa da bendita timidez. Quanto a ser mais doce e meiga, acredito que neste ano que passou agorinha, eu tenha deixado passar por causa dos tapas que a vida já me deu. Mas a vida sempre nos dá tapas. Antes eu conseguia lidar com isso com mais maleabilidade, e hoje percebo que não estou mais conseguindo.

Um dia, numa entrevista de emprego, uma moça que também fazia entrevista, chegou em mim e me disse, com essas palavras: “eu queria só dizer para você que você transmitiu uma paz muito boa pra mim, mesmo sem ter falado comigo”. E aquilo me tocou, e acredito que nunca vou esquecer o rostinho dela.

Em 2015 fui uma pessoa brava, uma pessoa que soltava palavrões “sem querer”, uma pessoa extremamente mau humorada. Por N motivos. E é por isso que eu digo que não foi somente o ano de 2015, que foi maomenos. Fui eu. Foi minha culpa também.

Agora, o que esperar de 2016? O que eu sempre espero. Mas dessa vez, cumprir e deixar esse ano um pouco mais leve e com minha cara de antigamente.

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre 2015 e o que espero de 2016

  1. Dani, pois saiba que você continua transmitindo paz, mesmo sem falar com as pessoas (pelo menos pessoalmente), porque eu assisto seu vídeos exatamente por esse motivo, porque eles me deixam mais tranquila. E eu sou uma pessoa bem irritadiça e com os nervos à flor da pele (artista, né, somos assim). E eu não acho que soltar palavrões ou às vezes sermos mais duras é uma coisa ruim. Eu achava isso, mas percebi que se obrigar a ser doce o tempo todo é ser duro conosco. Claro que não queremos ser grossas com todo mundo o tempo todo, mas às vezes não dá pra ser legal, e isso não é ruim. A gente precisa sentir os sentimentos considerados ruins pra passar por certas coisas, e só sentindo-os que conseguimos superar. Eu acho isso, pelo menos. Sou super contra pessoas que fingem estar feliz quando, na verdade, estão sofrendo por dentro e se recusam a chorar e coisas do tipo. Os sentimentos “ruins” (não s considero ruins, mas ok) são necessários também, tudo é. Enfim, sei que nos conhecemos ha pouco, mas se quiser conversar, estamos aí.
    Beijinhos!

    • Obrigada Livia!
      Não que soltar palavrões seja uma coisa ruim. Eu acho incômodo pra mim mesma, por que não gosto muito de ouvir palavrões. Sou dura por N questões… tem horas que isso é um tanto bom, afinal eu imponho minha opinião para as pessoas de um jeito melhor. Antes eu jamais iria conseguir fazer isso rs Mas ao mesmo tempo, de tão dura que acabei me tornando, tem horas que não consigo ser gentil. E não há nada melhor do que vermos a gentileza na outra pessoa.
      E eu também detesto gente que se faz de feliz o tempo todo kkkkk Ninguém é assim. E isso pode até mesmo causar algo mais grave, como a depressão. Pessoas que sorriem muito, que nunca reclamam de nada, geralmente tem algo por dentro que é quase incurável (se ela não botar pra fora em algum momento)…
      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s