Resenha Filme (28/52) – Peixe grande e suas histórias maravilhosas

Olá, tudo bem?

Há muito tempo tenho ouvido falar do filme Peixe grande e suas histórias maravilhosas (2003), mas nunca parei para assistir. Mas este final de semana, finalmente resolvi separar duas horinhas de minha madrugada para vê-lo.

peixe grande

Peixe grande e suas histórias maravilhosas (2003) conta a história (e várias histórias: quando você assistir, você vai me entender) de Ed Bloom (Albert Finney), um homem com cerca de 70 anos que, quando jovem, saiu de uma cidade bem pequena no Alabama, para poder desbravar o mundo, segundo ele. Suas histórias (nem) sempre fantasiosas, sempre encantaram a todos, inclusive seu filho de cinco anos, Will (Billy Crudup). Mas os filhos crescem, não é mesmo? E Will parou de achar graça nas histórias repetidas do pai. No dia de sua formatura, Will sente-se envergonhado pela repetição das histórias do pai. E a partir desse dia, fica três longos anos sem se falar com Ed. Aos setenta anos, nosso contador de histórias cai de cama, e Sandra (Jessica Lange), mãe de Will, acaba chamando o filho, para vir perdoar seu pai. É quando a realidade e a fantasia começam a se separar

peixe

Minha opinião: Vocês conhecem o filme “Um faz de conta que acontece”, com Adam Sandler? Então… É um pouco parecido. Mas neste filme nós temos algo a mais: o valor das histórias, das fantasias que os pais enfiam em nossas cabecinhas quando crianças. Falando assim, pode ser um tanto “bobo”, para quem me lê. Eu sei disso. No começo do filme, fiquei um pouco desconfiada com a história, e imaginei que seria uma história qualquer. Mas no decorrer, entramos tanto no universo mágico de Ed, que não sabemos mais separar realidade de fantasia. E confesso: isso não foi nem um pouco tedioso. Foi fantástico! Quantas vezes você já não escutou seu pai ou sua mãe (ou sua avó) contando a mesma história diversas e diversas vezes? Até mesmo com versões diferentes? Caro amigo, não se canse de escutar essas histórias. Não se canse de perguntar sobre essas histórias. Pode ser uma lembrança boa que seu contador de histórias possui, e quer compartilhar com você.

E você? Quantas histórias boas que tem para contar aos seus filhos e netos? Gostaria que ele te ignorasse, que falasse que sua história é só uma ladainha? Acredito que não. Dê mais valor a quem está a sua volta 😉 Nossas maiores histórias (e até lendas) vêm de pessoas como o Ed. Pessoas que tem uma imaginação fértil, mas tão fértil, que acaba se transformando em realidade.

Trailer:

Título: Peixe grande e suas histórias maravilhosas

Direção: Tim Burton

Gênero: Fantasia, drama, aventura

Duração: 125 min.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s