Resenha Filme (22/52) – Psicose

Olá gente, tudo bem?

Vamos começar a semana com a resenha de um clássico do cinema. Inclusive é um filme que eu queria ver há muuuito, mas muito tempo mesmo. A famosíssima cena abaixo, você já viu, com toda a certeza do mundo, e ela é nomeada um dos maiores grandes spoilers do cinema mundial (Ih… Foi mal!).

E finalmente vejo a cena mais famosa do cinema 😨

A post shared by Daniela Kanno Vieira (@dani_kanno_bl) on

 

Com isso, você já sabe a resenha de qual filme teremos hoje, não é mesmo Nilce? Sim, miagente. Psicose (1960), do famoso diretor Alfred Hitchcock, irá contar a história de Marion Crane (Janet Leigh), uma secretária que trabalha numa imobiliária e que num surto de liberdade, rouba 40 mil dólares de um cliente, que confiante, lhe entregou o dinheiro em mãos para depositar no banco. Ela quer utilizar o dinheiro para se casar e começar uma nova vida. Ao fugir de carro com o dinheiro, vê-se dentro de uma grande tempestade. Ela tem de parar o carro num motel de beira de estrada, o Bates Motel. O administrador, Norman Bates (Anthony Perkins), é um cara um tanto acolhedor e esquisito. Lhe dá o que comer, mas tem conversas um pouco assustadoras. No meio de tantos acontecimentos, Marion nem imagina o que a espera.

psicose

Minha opinião: Li o livro no começo do ano (aquele tipo de leitora que compara obra literária da cinematográfica #eusou haha), e não sei porque, imaginava que o final seria totalmente diferente da obra escrita. Gostei demais de sanar minha dívida com Psicose. Aos desavisados e desatentos, o filme é de 1960, e é em preto e branco. Não estou acostumada a assistir filmes assim, e pensei que fosse estranhar. Mas gente, a música que toca bem no comecinho do filme já deu um climão para o que me esperava a seguir. A ambientação é tensa e a falta de diálogos constantes deixa a narrativa muito melhor. A todo momento eu esperava um grande acontecimento, um grande barulho ou grito. E essa espera foi me deixando muito encantada com a história (ao mesmo tempo que me deixava vidrada). Um ótimo filme!

Título: Psicose

Direção: Alfred Hitchcock

Gênero: Suspense / Clássico

Duração: 109 min.

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha Filme (22/52) – Psicose

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s