Resenha – Filme (5/52) Cyberbully

Olá!

Semana passada assisti a dois filmes no mesmo dia, pois era dia de passar roupas rsrs  Um deles eu já havia visto (e não sei se farei resenha aqui), Rain Man, com Tom Cruise. E o outro foi Cyberbully (Bullying Virtual), filme de 2011.

cyb

Taylor Hillridge (Emily Osment) é uma adolescente cuja mãe vive em sua cola diariamente. Até que em seu aniversário sua mãe lhe dá um computador e a liberdade virtual que tanto deseja. Pode usar seu computador em qualquer local da casa, longe de seus olhares. Feliz da vida, Taylor abre uma conta em uma rede social (tipo Facebook), onde seus amigos e colegas de escola já estão inseridos a tempo. Porém, uma pessoa (sem spoilers né! rs) consegue hackear sua conta, e coloca comentários maldosos, como se fosse a própria Taylor escrevendo. Isso desencadeia uma série de problemas na vida da garota. A adolescente começa a sofrer bullying na escola – e o que é pior, fora dela.

Cyberbully-Foto-1 images

Minha opinião: A ideia do filme é ótima. Mas o filme… fuéin fuéin fuéin… Taylor sofre com o cyberbullying, algo que é bem comum nos tempos atuais. É interessante trazer isso a público, com táticas de defesa… Porém, o filme foi muito – MUITO! – forçado. A protagonista, ao invés de sair da situação, ou ao menos tentar entender o porquê disso tudo, fica na mesma, o filme se prolonga, começa a ficar cansativo e chato. Entendo que o diretor pode ter querido trazer um tema polêmico e difícil de ser tratado; mas poderia ter sido cortado pela metade. Outro fato é que: nem sempre a situação de uma pessoa que sofre Bullying, seja ele qual for, tem um final feliz. As atuações também não são das melhores. E o final gente… ah que final mais #$%&*. Dei uma estrelinha pela ideia do filme, e outra pelo papel das mães – eita mães! (Sempre elas, para nos salvarem!)

Título: Cyberbully

Direção: Charles Binamé

Gênero: Drama

Duração: 87 min.

Anúncios

16 comentários sobre “Resenha – Filme (5/52) Cyberbully

  1. Adorei seu blog, bem divertido, assisti este filme e resolvi escrever sobre ele também, acho um tema bastante interessante, quanto aos exageros acredito que seja para atingir o público juvenil. Abç.

  2. Na minha opinião o filme foi ótimo… e sobre o final feliz, gostei muito, nem todo filme tem que ter um final triste, pois acho que o diretor quis mostrar a luta real de uma família e acho que você esqueceu de relatar algo que o autor aponta claramente no filme, que é a seguinte mensagem…”será que é preciso morrer alguém para a justiça enchergar o que acontece na sociedade e tomar devidas precauções???”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s