Resenha – O centauro no jardim – Maratona #EuTôDeFérias 10/10

Olá pra você! Siiim, hoje tem duas resenhas! =D

Quem aí ama literatura nacional? o//

centauro no jardim

O centauro no jardim (Companhia de bolso, 2012, 224 p.) é do autor brasileiro Moacyr Scliar. Moacyr tem vários livros publicados que envolvem a religião judaica e sua imigração ao Brasil. N’O centauro no jardim não é diferente. Guedali é nascido no interior do Rio Grande do Sul, sendo o quarto filho de uma família judia. Porém, nosso protagonista nasceu metade homem, metade cavalo, assustando seus pais, e deixando sua mãe bem traumatizada durante seus primeiros dias de vida. Cresce sozinho, apenas com livros e sua família por perto, para lhe tirar as dúvidas do mundo. Porém, a medida que cresce, Guedali sente uma grande necessidade de liberdade. Quer sair pelos campos da fazenda do pai, quer cavalgar livremente, quer conhecer pessoas novas, apaixonar-se e quem sabe, viver um grande amor. Mas para isso, ele terá de ser metade cavalo, e tornar-se apenas ser humano.

moacyr

Minha opinião: Minha opinião sobre Moacyr sempre é a melhor. Fora o livro Max e os felinos, que li há um tempo e não curti taaanto assim, seus outros livros sempre me arrancam risos e risos. E me fazem refletir. Como eu disse, o autor costuma envolver em seus textos a cultura judia. Neste livro, a lembrança é muito forte. Com termos judeus, e um lado irônico de tudo, a história revela-nos Guedali e sua singularidade. Ser metade cavalo num mundo de humanos bípedes representa ter uma vida complicada. Uma vida que não passa despercebida. Uma vida que passa a ser perseguida no momento em que ele se revela centauro. E de família judia. Em dado momento, Guedali não quer mais ser centauro “da carcaça pra fora”. Quer ser “normal” como as outras pessoas. Porém, interiormente, sua fé ainda é muito grande: quer seguir os rituais, a cultura judia. Isso te lembra alguma coisa? É um livro incrível, não somente pela forma como é escrito, como também pela abordagem de um tema ainda tão obscuro. Preconceitos com o povo judeu, sabemos que ainda existem, e Moacyr soube tratar de forma bem humorada, como sempre. Para mim, Scliar foi e sempre será um dos maiores escritores brasileiros.

Só um parêntese… Sempre quando olho pro livro, eu penso em quê? Unicórnios hihi

10433078_827084340685286_8177413037208252674_n

Não, o post não foi patrocinado pelo Post-it! haha

Veja aqui um Book Trailer (deste e de outros livros do autor)

Título: O centauro no jardim

Autor: Moacyr Scliar

Editora: Companhia de bolso

Páginas: 224 p.

PS: E aquele final, o que foi!? Aplausos para o mestre!

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha – O centauro no jardim – Maratona #EuTôDeFérias 10/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s