Resenha – Uma noite em casa de Amália

Olá! Tudo bem por aí?

Venho falar pra vocês hoje sobre um livro que recebi de parceria da Chiado Editorial. Para quem não sabe, é uma editora portuguesa, que tem excelentes títulos! Meu primeiro livro de parceria com eles, Crime na Universidade, está resenhado aqui, se você quiser ver 😉

amalia2

Adoro livros de poesia, e acho que vocês já sabem disso rs O livro que pedi desta vez foi Uma noite em casa de Amália, de Filipe La Féria. Achei a capa encantadora e a sinopse me agradou. Porém, quando abri o livro, para minha surpresa lá estava: livro em forma de teatro. Tenho muita dificuldade neste tipo de leitura, e imaginei que fosse demorar um tanto para ler. Mais uma vez errei feio. Vamos à resenha:

Uma noite em casa de Amália (Chiado, 2013, 133 p.) começa com uma breve apresentação de Vítor Pavão dos Santos sobre os personagens do livro: Amália, Vinicius de Moraes (sim, nosso poetinha), Natália Correia, Ary dos Santos,entre outros. Além dos personagens, o autor começa a nos enquadrar no clima do livro: uma sala grande, setecentista, onde a grande Amália encontrava-se com seus amigos poetas, músicos e compositores. A história em si, é dividida em dois Atos. Fiquei completamente inundada com as luzes sóbrias e as letras musicais que são dispostas no decorrer do texto. Temos um bate papo muito bem humorado e teatral durante todo o livro (depois falarei mais sobre isso). Muitas das vezes, não sabíamos se os personagens estavam falando sério ou simplesmente encenando. Eles estão ali por um motivo: como o Poetinha irá viajar para Itália no dia seguinte, seus amigos artistas resolveram reunir-se para uma despedida. E o encontro foi na casa de Amália, regado com muito whisky, vinho e sopas da senhora CasimiraO Hugo Ribeiro é o encarregado do som e da gravação deste grande encontro. Fica todo confuso se é para ser gravado toda a conversa (por causa da perseguição política na época), ou deve retirar alguns momentos mais intensos, como o abaixo. Apesar do bate papo ser bem humorado e leve, sentimos certa tensão quando alguém bate à porta ou o telefone toca: podem ser os policiais atrás de Alain.

OUVE-SE UMA SIRENE QUE PASSA NA RUA.

ALAIN (PARA MALUDA)
Eu não deveria ter vindo…

MALUDA
Porque, Alain?

ALAIN
Eles andam atrás de mim.

Fiquei totalmente encantada com o livro. Primeiro porque há a presença ilustríssima do Vinicius de Moraes. Fiquei imaginando ele naquele ambiente tão lindo, falando poesia, conversando com seus amigos, com seu bom humor de sempre. E também porque a escrita de Filipe La Féria é excelente! Ele consegue deixar o leitor preso do início ao fim do livro. Pensei que iria ter dificuldades para ler, mas não tive. Com poucas páginas, já havia me acostumado com a personalidade de cada personagem, e imaginava até mesmo as vozes declamando, cantando, rindo.

Sobre o bate papo teatral, que falei ali em cima, é o seguinte: Este livro surgiu de uma peça de teatro que o próprio Filipe escreveu para ser apresentado em Portugal, intitulado Amália (teve uma apresentação em 2013, por sinal). Esta peça originou-se de um áudio, que foi gravado em 1968, e que você pode acompanhar aqui. É emocionante ouvir, mesmo não tendo o que poderíamos chamar de “apresentação teatral”. As vozes que estão contidas nesta raridade carregam intensidade e emoção. Um dos melhores livros que li no ano, com certeza.

Apresentação em Coliseu do Porto (5 de fevereiro de 2013)

48145_477120062342421_153544031_n 541508_477116305676130_1628053868_n

Neste link você pode encontrar um folheto (não sei se posso chamar assim rs), contando um pouco mais sobre a peça Amália e sobre seu roteirista, Filipe La Féria. Vale a pena ler.

E neste link você pode ouvir o encontro dos amigos artistas.

Veja a resenha em vídeo aqui:

Título: Uma noite em casa de Amália

Autor: Filipe La Féria

Editora: Chiado

Páginas: 133 p.

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha – Uma noite em casa de Amália

  1. Dani descobri a Chiado esses tempos e me surpreendi TANTO! Que editora linda!!! Tô lendo A garota que tinha medo do Breno Melo, também da Chiado e o Arthur leu o Touro do Rebanho e amou! Esse último tem bem jeitão de clássico mesmo… dá uma olhadinha lá no do Breno depois no catálogo!
    Gente que capa linda essa!!! E em forma de teatro? Por essa eu não esperava, acho que vou comprar viu?! Nunca li nada assim e morro de vontade de conhecer coisa nova… Agora to apaixonada por livro de contos, rs depois de ler o seu e mais alguns! hahaha Linda resenha e o livro é maravilhoso mesmo pelo que vc falou! Adorei!

    Beijão Dani!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s