Resenha – Carta ao pai

Franz Kafka revela nesse livro (que eu chamaria autobiográfico) alguns sentimentos que nutre pelo pai. A carta é repleta de situações conflituosas entre pai e filho. O pai, Hermann é um homem grande, que fala alto e que tem domínio sobre todos que o rodeiam; já Franz é o menino que não faz muita coisa além de obedecer ao pai e sofrer calado a maioria das situações.
A edição que li, da L&PM Pocket está repleta de comentários e notas, o que auxilia bastante nosso entendimento em várias passagens do livro. Podemos perceber que algumas de suas obras refletem todo seu desespero e angústia que sentia na convivência diária com o pai.
Sabemos que esta carta não foi entregue ao pai. E aí que entra minha “crítica”: Franz, querido, você poderia ser bem menos submisso ao seu pai e sair à luta não é?! O livro é escrito com profundidade de sentimentos, e podemos até “entender” alguns dos sentimentos de Kafka… Mas apesar disso, em partes, ele não foi lá tão corajoso.

Livro: Carta ao pai
Autor: Franz Kafka
Editora: L&PM Pocket
Páginas:112

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s