Trecho de quarta – David Copperfield

Oi gente, tudo bem?

Planejo fazer um vídeo por mês com alguns trechos de livros, meus favoritos!

Espero que gostem. São vídeos bem curtinhos, somente com a leitura =)

Anúncios

Leituras Novembro 2017

Oi gente, tudo bem?

No mês de Novembro eu não coloquei uma meta de leitura, porque tinha muitas coisas pendentes dos outros meses. Muitas leituras pesadas, clássicos… Então achei melhor terminar primeiro o que havia começado para depois pensar numa meta (diz a pessoa que já fez meta para 2018… HAHA). Mas vamos lá! Não li tantas coisas em novembro… Mas fiquei muito satisfeita com a qualidade 🙂

(Os números ao lado é a ordem do que li durante o ano. Para acessar a lista completa, clique aqui).

59. Sobre a escrita – Stephen King
60. Considerai como crescem os lírios – Mons. Jonas Abib
61. O menino azul – Cecília Meireles
62. Em cima daquela serra – Eucanaã Ferraz
63. Foras da lei… – Vários autores
64. 80 anos de poesia – Mário Quintana
65. Meditações – Chiara Lubich
66. Lolita – Vladimir Nabokov

Gente, talvez eu não consiga fazer uma resenha sobre todos esses livros. Farei o possível, principalmente para os livros Sobre a escrita, Lolita, e Foras da lei, que foram livros que de alguma forma me tocaram.

O que vocês leram de bom em Novembro? E gostaram?

Resenha [Vídeo] – Em algum lugar nas estrelas

Olá gente, tudo bem?

Finalmente liberei um vídeo lá no canal!

E vou explicar porque não fiz isso antes, colando o aviso que deixei no vídeo: O Youtube agora retirou aquele lance de você “grudar” um vídeo no outro rs, e nem deixar recadinhos, como eu fazia antigamente. Tentei baixar um editor de vídeos (olha!! Até isso fui fazer, eu que sempre disse que jamais usaria editor rsrs), mas meu computador não quer baixar! Eu não entendo o porquê. Talvez eu tenha que formatar.

Enquanto não consigo, terei que fazer vídeos de até 8:11, porque é o tempo que minha câmera grava rsrs

Enfim, mesmo não finalizando o vídeo, acho que deu para entenderem o recado, certo? Livro muito bom! Indicado!

Poemas recitados #1

Oi gente, tudo bem?

Essa semana, meu professor da faculdade (que dava uma das aulas mais amadas por mim, e odiadas por todos haha), Walter, compartilhou um texto lindíssimo de Clarice Lispector, recitado por Aracy Balabanian. É este abaixo.

Texto: Se eu fosse eu
Autor: Clarice Lispector
Recitado por: Aracy Balabanian

Acabei ficando com vontade de falar mais de poesias aqui no blog! Sigo alguns canais de poesias, outros de literatura em geral, que vez ou outra falam desse gênero tão encantador. E resolvi que ao menos uma vez ao mês irei compartilhar mais poesias recitadas, por aqui!

Poesia: Eu penso renovar o homem
Autor: Manoel de Barros
Recitado por: Odilon Esteves (o canal dele é incrível!)

Poesia: O tempo
Autor: Mario Quintana
Recitado por: Antônio Abujamra

Espero que gostem.

E se tiverem dicas ou sugestões, podem deixar nos comentários 😉

Últimos Contos Lidos #1

Olá gente, tudo bem?

No mês de Outubro, eu me propus a ler alguns contos, de diferentes livros. Sempre gostei muito de contos e crônicas, e a forma como os personagens são desenvolvidos. Então resolvi comentar algo com vocês sobre os contos que li neste mês. Bem pouquinho, claro, para não tirar o encanto de sua leitura 🙂

Do livro Todos os Contos, de Clarice Lispector

Conto 1: O triunfo (página 27 a 32): Luísa acorda e percebe que seu companheiro foi embora. Jorge não deixa nenhum bilhete; deixa apenas suas últimas palavras: ‘Você, você me prende, me aniquila! Guarde seu amor, dê-o a quem quiser, a quem não tiver o que fazer! Entende? Sim! Desde que a conheço nada mais produzo! Sinto-me acorrentado. Acorrentado a seus cuidados, a suas carícias, ao seu zelo excessivo, a você mesma! Abomino-a! Pense bem, abomino-a!” (p. 28). ♦ Apesar de ser um conto bem curtinho, de apenas cinco páginas, ele é intenso. Temos o ponto de vista somente de Luísa, e não sabemos de verdade o que aconteceu para que a discussão viesse à tona. O final do conto é encantador e traz uma esperança nova à vida da protagonista. ♣ Indicado!

Conto 2: Obsessão (página 33 a 68): Clarice irá nos apresentar uma personagem de nome Cristina, que durante toda sua vida foi “dependente” de alguma forma, de alguém. Seus pais traçavam sua vida, seu marido sempre estava “propondo” que fizesse algo pela casa ou por ele. Segundo ela mesma, vivia de modo superficial. Até encontrar uma pessoa: Daniel. Era aquele tipo de homem dominante, que acha que tudo o que fala têm de ser a razão para a vida. Um homem com suas crenças e descrenças em tudo e em todos, que a seu ver, fazia um favor a Cristina: tentava lhe abrir os olhos. ♦ Gente, que conto pesado! Com suas frases filosóficas, típicas de Clarice, a sensação de afundar em um buraco foi me dominando ao longo da leitura. A personagem principal aos poucos foi me deixando triste, e o personagem Daniel me deu nojo desde a primeira vez em que apareceu no conto. ♣ Indicadíssimo!

Pretendo fazer postagens assim, periodicamente. Sei que muitas pessoas gostam de histórias curtinhas, como eu. Além disso, sempre é bom indicarmos contistas: acabamos conhecendo autores novos 😉